15 de julho de 2019

JVC em alta no PTB nacional

João Vicente Claudino vai integrar uma comissão nacional do PTB.

É a que definirá as estratégias do partido para as eleições municipais do próximo ano.

O convite foi do presidente nacional da legenda, Roberto Jefferson.

15 de julho de 2019

Átila Lira tem dois convites de partidos

O deputado federal Átila Lira – ainda PSB, mas descontente até a tampa como partido –  tem dois convites para assinar ficha de filiação.

Um do DEM e outro do PTB.

Lira, contrariando orientação partidária, votou a favor da Reforma da Previdência.

15 de julho de 2019

As alternativas de Flávio Nogueira

Três cousas sobre o deputado federal Flávio Nogueira, presidente estadual do PDT.

1) o parlamentar está ameaçado de expulsão da legenda por ter votado a favor da Reforma da Previdência

2) ele foi convidado para assinar ficha de filiação do PP do senador Ciro Nogueira e do Podemos do senador Elmano Férrer

3) Nogueira quer indicar o Superintendente do INSS no Piauí.

 

15 de julho de 2019

Reunião de “limpeza” na Assembleia Legislativa

A Assembleia Legislativa dos piauienses vai realizar hoje uma reunião conjunta das Comissões da Casa.

É para “limpar” a pauta de votações.

Os parlamentares vão entrar de recesso amanhã, dia 16.

15 de julho de 2019

Vagas na Fundação Municipal de Saúde

Termina hoje o prazo de inscrição para o teste seletivo da Fundação Municipal de Saúde de Teresina.

São 334 vagas para contratação temporária de profissionais das áreas administrativa e da saúde.

 

15 de julho de 2019

Piauienses pagam excesso de impostos

Só no primeiro semestre de 2019, os piauienses já pagaram 400 milhões de reais a mais em comparação ao mesmo período do ano passado.

O dado é do “Impostômetro” da Associação Comercial de São Paulo, ACSAP.

A entidade contabiliza os valores arrecadados em impostos por Estados e Municípios.

Minuto Magalhães

Crônicas Políticas

PDT e Podemos juntos e misturados

15 de julho de 2019

A união entre as seccionais piauiense do PDT e Podemos deverá render uma aliança forte na nossa política.

E os dois partidos têm uma meta: é a de se consolidar como partidos de lideranças com atuação e influência políticas em todo o Estado.

Se essa aliança realmente for concretizada, ela começará com um Senador, um Deputado Estadual e um Federal.

E o Podemos tem possibilidade de agregar Prefeitos, Vereadores e suplentes de Deputados Estaduais.

O grupo fará o primeiro teste nas eleições municipais do próximo ano.

Mas, sabem todos os eleitores piauienses, a maior meta é pleito de 2022.

Ou seja, a sucessão estadual.

Isso quer dizer que dupla Podemos/PDT vai buscar espaço na composição de chapa majoritária na sucessão do governador Wellington Dias.

falecommagal@gmail.com
© Francisco Magalhães. Todos os direitos reservados.