Crônicas Políticas

PDT e Podemos juntos e misturados

15 de julho de 2019

A união entre as seccionais piauiense do PDT e Podemos deverá render uma aliança forte na nossa política.

E os dois partidos têm uma meta: é a de se consolidar como partidos de lideranças com atuação e influência políticas em todo o Estado.

Se essa aliança realmente for concretizada, ela começará com um Senador, um Deputado Estadual e um Federal.

E o Podemos tem possibilidade de agregar Prefeitos, Vereadores e suplentes de Deputados Estaduais.

O grupo fará o primeiro teste nas eleições municipais do próximo ano.

Mas, sabem todos os eleitores piauienses, a maior meta é pleito de 2022.

Ou seja, a sucessão estadual.

Isso quer dizer que dupla Podemos/PDT vai buscar espaço na composição de chapa majoritária na sucessão do governador Wellington Dias.

Batendo ponto…

8 de julho de 2019

Os servidores públicos federais de todo o Brasil serão obrigados a bater o ponto por meio eletrônico.

A exigência vai atingir 410 mil funcionários de um total de 580 mil servidores do Executivo.

O processo de implantação do controle de frequência eletrônico para todos os servidores deve durar 12 meses.

E vai pôr fim em definitivo ao controle do ponto que é feito ainda em papel.
Ficarão de fora do controle de frequência os 146 mil professores das universidades públicas federais, que já eram dispensados de bater ponto.

Funcionários em cargos de chefia, com função comissionada (DAS) de número 4 a 6, ocupados por funcionários do alto escalão do governo, como secretários, também não estarão sujeitos ao ponto.

Se o servidor não justificar uma eventual ausência, o dia será cortado no salário, assim como ocorre na iniciativa privada.

O controle poderá ser feito por computador, pela digital ou até mesmo por meio de um aplicativo instalado no celular.

Esperança Garcia

1 de julho de 2019

Quem essa nega pensa que é?
cantando igual tia Quelé
Quem essa nega pensa que é?
gingando que nem Pelé
Quem essa nega pensa que é?
batendo tambor no afoxé
Quem essa nega pensa que é?
musa do poeta de Catolé
Quem essa nega pensa que é?
Chaman do a chama do axé
Quem essa nega pensa que é?
indo na onda de Oxumaré
Quem essa nega pensa que é?
princesa linda do Daomé
Quem essa nega pensa que é?
acende a vela no altar da fé
Quem essa nega pensa que é?
que nunca me faz rapapé
Quem essa nega pensa que é?
que só revela o que ela quer
Quem essa nega pensa que é?
que se deita pedindo cafuné
Quem essa nega pensa que é?
nua na lua de Tremembé
Quem essa nega pensa que é?
com jongo na ponta do pé
Quem essa nega pensa que é?
cheirando à flor do afoxé
Quem essa nega pensa que é?
baiana baiando no candomblé

Pedradas na Prefeitura

24 de junho de 2019

Preste atenção.

Alguns políticos falam que só vão discutir o assunto no próximo ano. Mas isso é conversa para bumba-meu-boi dormir.

Na verdade, nos bastidores as pedras do tabuleiro de xadrez da sucessão na prefeitura de Teresina já começaram a ser mexidas, e muito, sabia?

Há movimentação tanto entre os situacionistas quanto entre os oposicionistas.

Vamos a alguns exemplos.

O prefeito Firmino Filho autorizou Charles da Silveira a conversar com os vereadores da base aliada. O presidente da Fundação Municipal de Saúde quer suceder Firmino…

O PT fala em dois nomes como pré-candidatos ao palácio da Cidade. O de um vereador, Dudu, e o de um deputado estadual, Franzé Silva.

É o caso também do MDB de Themístocles Filho. Onde um vereador, Luiz Lobão, e o um deputado estadual, Henrique Rebelo, pretendem entrar na disputa.

O PSD de Júlio César Lima já lançou o deputado estadual Georgiano Neto.

E outros partidos, como o PSL do vereador Luis André, seguem os exemplos de agremiação da base aliada tucana ao mexer nas pedras desse tabuleiro da sucessão na prefeitura de Teresina.

Façam suas apostas.24

Talho

17 de junho de 2019

O que te seduz:
– meu corpo em silêncio
ou minh´alma em blues?

O que te ilumina:
– clarão da lua linda
ou brasão do sol em cinza?

O que te enlaça:
– fazer o disfarce
ou o fingir da farsa?

O que te enternece:
– carecer carinho
ou a ternura da prece?

O que te conduz:
– a faca da sombra
ou lâmina de luz?

A nova força da velha política

17 de junho de 2019

Eleitores, acreditem: o Congresso Nacional vai permitir que os partidos políticos prorroguem o prazo de vigência dos diretórios estaduais e municipais.
Essa lei derruba uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral.
No ano passado, o Tribunal Superior Eleitoral aprovou alterações estabelecendo uma data limite para que os órgãos partidários provisórios fossem transformados em estruturas estáveis.
Ela estabelecia o prazo até o dia 29 de junho para que os partidos regularizassem a situação de seus diretórios.
Bem, agora a prorrogação vai depender única e exclusivamente da boa ou má vontade de quem manda nos diretórios.
Ou seja, os caciques políticos ficam mais fortes ainda mandando e desmandando em partidos políticos fraquinhos.
No Piauí e no resto do país, a maioria das siglas partidárias vai fazer o quê?
Ora, vai usar essa nova lei para manter, com rédea curta, o comando das atuações condições de gestão partidária.
É a velha política renovando a cada dia a força de seu poder.

falecommagal@gmail.com
© Francisco Magalhães. Todos os direitos reservados.